Fatos e Detalhes

  • Dólar Comercial R$ 3,208 Dólar PTAX800 R$ 3,193
  • 23-01-2018 | 09:09h

Aposentadoria de professores cresceu 57% na rede estadual

Aposentadoria de professores cresceu 57% na rede estadual

O medo de perder direitos assegurados no regime atual de previdência gerou uma corrida pela aposentadoria entre os professores da rede estadual de ensino. Foram 1.112 pedidos feitos só este ano, depois de um aumento de 57,53% que já havia sido registrado nas solicitações no ano passado, em comparação a 2015.

Resultado: o crescimento do número de pedidos de aposentadoria entre os professores foi tanto que levou o governo baiano a lançar uma gratificação especial para manter o professor dando aula. A bolsa de estímulo à permanência em atividade de classe prevê um ganho extra no salário de R$ 800 e R$ 1.600, para os professores com carga horária de 20 e 40 horas, respectivamente. Os professores, em condição de se aposentar, têm até a próxima quarta-feira para requerer oficialmente o benefício na Secretaria de Educação.

"Chama"

"Não temos como substituir a quantidade professores na mesma velocidade dos pedidos de aposentadoria", afirmou o governador Rui Costa. Ele vem fazendo apelos pela permanência dos professores na sala de aula, até nos eventos em que participa ligados à pasta.

No Colégio Estadual Barros Barreto, em Paripe, a professora de Biologia, Juce Mara Ribeiro, não teve dúvidas: requereu logo a bolsa para ficar em sala de aula. "Mesmo estando em condições de me aposentar, ainda sinto aquela chama de estar em sala de aula, diante da motivação de alguns alunos, o que é ainda melhor quando se tem um estímulo extra no salário", disse.

"Vi muitos colegas correrem para se aposentar, mas prefiro não agir com precipitação, até porque ainda não me vejo aposentada em casa, sem minhas aulas e meus alunos", declarou a professora Juce.

Atualmente, segundo dados da Secretaria de Educação, existem 6.641 professores que estão próximos de se aposentar. O interesse na aposentadoria aumentou, principalmente após o início do Governo Temer e a determinação logo revelada de promover uma reforma na área, reduzindo direitos em relação ao regime atual.

Dois empregos

A polêmica gerou pânico entre os docentes da rede estadual, principalmente depois que se comentou a cogitar também mudanças nos regimes estaduais e municipais, que devem, em parte, seguir o regime geral.

De acordo com o diretor da APLB- Sindicato dos Trabalhadores em Educação do Estado da Bahia, Luciano Cerqueira, as principais preocupações são dos professores que dão aulas tanto nas escolas estaduais, quanto municipais, regimes de 20h e 40h.

"A proposta de reforma é que a aposentadoria só possa ser feita por um vínculo, empregatício, diferente do que ocorre hoje", frisa Cerqueira. Outro motivo de apreensão é de que seja estabelecido um teto geral, mesmo para quem trabalhou em duas redes de ensino.

"Temos professores que conseguem se aposentar, por conta de uma vida inteira trabalhando em dois empregos, ganhando R$ 8 mil, por exemplo, e que ficariam, hipoteticamente, limitados aos R$ 5,5 mil, pelo teto atual", diz Cerqueira.

Os professores contam atualmente com um regime especial de aposentadoria, com idade mínima e tempo de contribuição cinco anos a menos que a maioria dos trabalhadores.

Para obter a aposentadoria integral, a categoria enquadra-se na mesma regra geral da soma mínima entre a idade e o tempo de contribuição que não pode ser inferior a 85 para mulheres e 95 para homens.

Olá, deixe seu comentário para Aposentadoria de professores cresceu 57% na rede estadual

Qual sua nota para esse conteúdo?
Enviando Comentário Fechar :/

Notícias Relacionadas

Notícias Relacionadas

Aguarde! Carregando...
Aguarde! Carregando...
X