Fatos e Detalhes

  • Dólar Comercial R$ 3,200 Dólar PTAX800 R$ 3,208
  • 20-01-2018 | 10:17h

Após prender jornalistas da Record, Venezuela tira CNN do ar

Após prender jornalistas da Record, Venezuela tira CNN do ar

Autoridades da Venezuela tiraram do ar nesta quarta-feira (15) a emissora de notícias CNN em espanhol, a principal da América Latina, sob acusação de fazer "propaganda de guerra" contra o governo local. A Comissão Nacional de Telecomunicações (Conatel, governamental) decidiu "como medida preventiva a suspensão e a saída imediata das transmissões do Canal de Notícias CNN em espanhol no território nacional", segundo um comunicado do Ministério da Informação venezuelano. O presidente Nicolas Maduro já havia atacado a CNN em seu programa no domingo (12).

"Eu quero a CNN bem longe daqui. Eu quero a CNN fora da Venezuela, fora!", disse o governante. A confusão começou em 6 de fevereiro, quando a CNN em espanhol exibiu reportagem denunciado um caso de vendas na embaixada venezuelana em Bagdá de passaportes e vistos a pessoas de origem árabe que poderiam estar relacionadas com o terrorismo. A notícia falava do vice-presidente venezuelano, Tareck El Aissami, como um dos responsáveis pelo comércio de passaportes. Mesmo com o canal fora do ar, a CNN em espanhol seguiu exibindo sua programação na Venezuela via internet, e voltou a bater nas mesmas questões. Os jornalistas já foram liberados e estão no Brasil. No último final de semana, o mesmo governo venezuelano manteve preso um a equipe de jornalismo da Record. Os jornalistas Leandro Stoliar e Gilson Souza foram presos na Venezuela ao fazer reportagem sobre corrupção envolvendo a Odebrecht e autoridades locais.

A equipe foi detida pelo Serviço Bolivariano de Inteligência Nacional (Sebin) junto a dois ativistas venezuelanos. Segundo a ONG Transparência Venezuela, os jornalistas brasileiros investigavam denúncias de suborno por parte da construtora Odebrecht no país vizinho. Equipamentos e celulares dos jornalistas foram confiscados pelos policiais venezuelanos. Eles ficaram incomunicáveis, e não podiam falar nem com diplomatas, nem com advogados brasileiros. (Keila Jimenez)

Olá, deixe seu comentário para Após prender jornalistas da Record, Venezuela tira CNN do ar

Qual sua nota para esse conteúdo?
Enviando Comentário Fechar :/

Notícias Relacionadas

Notícias Relacionadas

Aguarde! Carregando...
Aguarde! Carregando...
X